Você já ouviu falar em Metodologia SMART?

Metodologia SMART ou Metas SMART se referem a um método de definição de metas baseado nos seguintes fatores: S (específica), M (mensurável), A (atingível), R (relevante) e T (temporal). E é sobre isso que vamos falar no post de hoje.

Não há dúvidas de que estabelecer metas é fundamental tanto para os planos pessoais, quanto para os projetos profissionais. A partir da definição de metas será possível ter uma visão clara de todo o processo envolvido a fim de atingir determinado objetivo.

No contexto de uma empresa, criar metas traz inúmeros benefícios, como aumento da produtividade dos colaboradores e, consequentemente, melhores resultados para todo o negócio.

Certo, mas do se que se trata a Metodologia SMART?

Agora que já sabemos da importância da criação de metas, resta-nos entender melhor como a Metodologia SMART atua de forma eficiente na construção de metas inteligentes.

A palavra SMART na verdade é uma sigla resultada das palavras – Specific, Measurable, Attainable, Relevant e Time based. Vamos falar um pouquinho sobre cada um desses termos.

S – Specific (específica):

Qualquer meta traçada precisa ser específica. Isso faz com que toda a equipe envolvida compreenda claramente do que se trata. Algumas perguntas podem direcionar a criação dessa meta específica – o que queremos alcançar? Quem serão os responsáveis? Onde ela será realizada? Por que ela deve ser realizada? Tudo isso vai ajudar a estruturar as metas.

M – Measurable (mensurável):

“Não se gerencia o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende, e não há sucesso no que não se gerencia.” (William Edwards Deming)

Essa frase é famosa aqui no blog e não é coincidência! Deming está mais do que certo. Todo projeto e suas etapas (chamadas aqui de metas) precisam ser mensuráveis. Essa meta deve responder a questionamentos como – qual é o resultado esperado? Quanto tempo será necessário para que a equipe alcance a meta? Se você não conseguir responder essas questões básicas é porque a meta deve ser repensada.

A – Attainable (atingível):

Você já ouviu aquela frase famosa de que quem tenta abraçar o mundo de uma vez só, acaba caindo por não aguentar o peso? É sobre isso. Criar uma meta que não pode ser atingida é um erro grave, porque causa frustração em toda a equipe.

De acordo com a Rock, para criar uma meta relevante é importante olhar os principais números da empresa, como o faturamento, número de clientes e lucro. Assim, uma meta relevante terá impacto direto nesses indicadores.

R – Relevant (relevante):

Sejamos diretos – essa meta é realmente relevante? Vai contribuir de alguma forma para a evolução do projeto? Se sim, maravilha! Se não, então para que seguir com ela? Quanto mais a meta for significativa, mais motivada estará a equipe.

T – Time based (temporal):

Aqui, em resumo, estamos falando de prazos! Quais as datas de início e de fim para o cumprimento da meta? Se essas informações elementares não forem estabelecidas, organizar os próximos passos fica ainda mais difícil. Com isso, a definição de períodos para a conclusão de determinada ação é muito importante para o bom andamento do processo.

Precisa criar metas? Crie! Mas se lembre que elas precisam ser específicas, mensuráveis, atingíveis, relevantes e temporais. Anotou aí?!

#DicasBônus

Para que tudo saia conforme o previsto ou ainda melhor do que o esperado, vale a pena destacar:

1.Você e sua equipe devem acompanhar de pertinho o andamento das metas. Acorde um período para aplicar um checklist ou fazer algum outro tipo de avaliação no trabalho que está sendo feito. Mantenham os olhos abertos!

2.Time unido e engajado! Cuide bem da sua equipe e atribua tarefas de acordo com as especialidades de cada um para que todos e todas continuem empenhados.

3.Valorize o trabalho e o esforço do time todo! Faça questão de mostrar os resultados.

E aí, gostou do post de hoje?! Sem dúvidas a Metodologia SMART é uma ótima ferramenta para otimização de processos e projetos. Experimente!

Por hoje é só, mas temos uma indicação de leitura que você não pode perder >>> Metodologia OKR – Conceito e aplicação

Até logo!

2 CommentsClose Comments

2 Comments

Leave a comment